Estado Nutricional e associação com risco cardiovascular e Síndrome Metabólica

Por Karine Kahl

 

A obesidade desencadeia e/ou exacerba Doenças Crônico-Degenerativas
(DCD), como as Doenças Cardiovasculares (DCV), Hipertensão Arterial
Sistêmica (HAS), Diabetes Mellitus (DM), dislipidemias – hipertrigliceridemia e
níveis de HDL diminuídos – e Síndrome Metabólica (SM). A Associação Norte-
Americana de Cardiologia tem classificado a obesidade como principal fator de
risco modificável para DCV e para SM. A SM, caracterizada por obesidade
central, dislipidemia, hiperglicemia e hipertensão, é hoje um dos maiores
desafios para a saúde pública em todo o mundo, por associar-se a importante
risco para DCV e DM.

Considerando que a obesidade e a SM aumentam sua prevalência com o
avanço da idade e que os idosos são do grupo da população com maior
prevalência de eventos cardiovasculares, importância do tema se torna ainda
maior, já que a população idosa vem crescendo em todo o mundo,
principalmente em países em desenvolvimento como o Brasil. Por isso,
identificar a associação de estado nutricional e fatores de risco cardiovascular
nessa população adquire grande importância para medidas de controle de
risco, pois pode ajudar a identificar aqueles sob maior risco dentre um grupo já
com risco elevado.

Foi realizado um estudo transversal com idosos em um pequeno município do
Rio Grande do Sul. Participaram do estudo 199 idosos, 102 mulheres e 97
homens, com idade média dos homens de 71,4 anos e das mulheres de 69,9
anos. Os participantes responderam a um questionário sobre fatores de risco
cardiovascular, além de medirem o peso, estatura, pressão arterial e
circunferência abdominal. Também realizaram exames de sangue para avaliar
a glicemia e a presença de DM. Para serem diagnosticados com SM, os
participantes deveriam apresentar circunferência abdominal alterada e dois ou
mais dos seguintes fatores: glicose em jejum > 100mg/dL, ou diagnóstico
prévio de DM, pressão arterial alterada, HDL abaixo dos limites (entre 40 e 50
mg/dL), e/ou triglicerídeos acima de 150mg/dL.

Como resultado, percebeu-se que o excesso de peso foi constatado em 42%
dos homens e 50% das mulheres. A prevalência de DM não foi diferente entre
os dois gêneros (22% nos homens vs. 23% nas mulheres), mas a SM foi
menos prevalente entre os homens do que entre as mulheres (26% vs. 44%,
respectivamente). Em relação ao perfil lipídico, observa-se que os homens com
excesso de peso apresentaram níveis significativamente maiores de LDL-C e
triglicerídeos e menores de HDL-C em relação àqueles com estado nutricional
classificado como magreza e eutrofia, diferença não encontrada entre as
mulheres. As prevalências de HAS, SM, DM e de todos os componentes da
síndrome metabólica tiveram, em ambos os gêneros, relação significativamente
maior com excesso de peso quando comparados com os idosos classificados
como magros e eutróficos.

Como conclusão, percebe-se que, segundo este estudo, em idosos, o
diagnóstico de excesso de peso está associado a importante risco
cardiovascular, pois encontrou-se forte associação entre o estado nutricional
determinado pelo IMC e fatores de risco. É clara a importância desse tipo de
estudos com idosos, pois o diagnóstico de excesso de peso com a utilização do
IMC pode ajudar a definir um subgrupo sob maior risco, de maneira simples e
eficaz, o que poderá ajudar na formulação de políticas públicas que
desenvolvam a prevenção de DCV nessa população e uma visão
interdisciplinar dos profissionais.

REFERÊNCIA:
SCHERER, Fernanda; VIEIRA, José Luiz da Costa. Estado nutricional e sua
associação com risco cardiovascular e síndrome metabólica em idosos. Rev.
Nutr., Campinas, v.23, n.3, p.347-355, Junho 2010. Disponível em:
<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-
52732010000300003&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 31 de maio de 2017.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s