Estudo aponta relação entre dietas de baixo teor de glúten e maior risco de desenvolver diabetes tipo 2

Por Muriel Hamilton Depin

 

Uma pequena porcentagem da população não pode consumir alimentos contendo glúten devido à doença celíaca ou sensibilidade ao glúten. Mas dietas sem glúten se tornaram populares para pessoas sem essas condições – embora haja falta de evidência de que a restrição ao glúten ofereça benefícios a longo prazo para a saúde. Além disso, alimentos sem glúten geralmente têm menos fibras alimentares e outros micronutrientes, tornando-os menos nutritivos e também tendem a custar mais.1

No entanto, de acordo com uma pesquisa apresentada em um evento da Associação Americana do Coração em 2017,2 comer mais glúten pode estar associado a um menor risco de desenvolver diabetes tipo 2.

Neste estudo observacional de longo prazo, os pesquisadores queriam determinar se o consumo de glúten afetaria a saúde em pessoas sem razões médicas aparentes para evitar o glúten. Eles descobriram que a maioria dos participantes apresentava ingestão de glúten abaixo de 12 gramas por dia, e, aqueles que comiam mais glúten que essa faixa, apresentavam menor risco de diabetes tipo 2 durante os 30 anos de acompanhamento. Os participantes do estudo que comiam menos glúten também costumavam comer menos fibras de cereais integrais, um fator de proteção conhecido para o desenvolvimento de diabetes tipo 2.1,2

Após uma maior contabilização do efeito potencial das fibras de cereais, os indivíduos com 20% de consumo de glúten mais alto tiveram um risco 13% menor de desenvolver diabetes tipo 2 em comparação com aqueles com menor consumo diário de glúten – aproximadamente menos de 4 gramas.1

Ao longo do estudo, que incluiu 4,24 milhões de pessoas por ano de acompanhamento de 1984-1990 a 2010-2013, foram confirmados 15.947 casos de diabetes tipo 2.1

Sendo assim, conclui-se que a dieta sem glúten não deve ser encorajada para pessoas sem doença celíaca. Verifica-se, ainda, a importância de não seguir modismos e não retirar alimentos sem motivos ou sem orientação profissional.

 

REFERÊNCIAS: 

1 AMERICAN HEART ASSOCIATION. Low gluten diets linked to higher risk of type 2 diabetes. ScienceDaily, 9 March 2017. Disponível em: <www.sciencedaily.com/releases/2017/03/170309120626.htm>. Acesso em: 08 jun. 2017.

2 ZONG, Geng et al. Associations of Gluten Intake With Type 2 Diabetes Risk and Weight Gain in Three Large Prospective Cohort Studies of US Men and Women. AHA EPI 2017, 09 mar. 2017. Disponível: <http://www.abstractsonline.com/pp8/#!/4299/presentation/3048&gt;. Acesso em: 08 jun. 2017.

 


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s